Jazz de Quinta: Dave Brubeck

Qual seria sua reação se eu lhe dissesse que – hipoteticamente -...

Qual seria sua reação se eu lhe dissesse que – hipoteticamente -, um aluno da sala 12, da Faculdade de Música da Universidade de São Paulo, graduou-se no curso de piano sem nunca ter aprendido a ler uma partitura? Provavelmente o difamaria e questionaria a qualidade do curso, certo?E se este aluno fosse detentor de um talento ímpar, advindo do aprendizado do piano aos quatro anos e do violoncelo aos nove? Deixou-o em dúvida? Bom, apresento-lhes o pianista que constantemente cruzou as linhas entre a música clássica e o jazz, Dave Brubeck.Brubeck nasceu em Concord, no Estado da California, nos Estados Unidos, tendo, aos doze anos, mudado para um sítio, comprado pelo seu pai, em Sierras. As aulas de piano que haviam começado aos quatro anos com sua mãe tiveram uma breve pausa e o jovem começou a auxiliar seu pai nos cuidados com o campo. Aos catorze anos começou a tocar em bandas locais durante os finais de semana.Quando realizou sua aplicação para a Universidade de Pacific, em Stockton, seu objetivo era formar-se em medicina veterinário e retornar ao rancho para auxiliar a família, mas, neste período, felizmente, o jazz já havia tomado as rédeas de sua vida.Respondendo ao questionamento realizado acima, Brubeck formou-se em 1942 na universidade sem aprender a ler partituras, tendo em vista que, durante as aulas com sua tutora materna, argumentava que, por problemas de visão, não conseguia ver as claves musicais. Os professores aceitaram em lhe graduar contanto que não lecionasse aulas de piano.De 1942 a 1946 permaneceu no exército sendo, posteriormente, dispensado. Casou-se, e conheceu o saxofonista Paul Desmond.  Alguns dirão que o período no exército foi marcante em sua vida, outros que o casamento sobreveio a todos os demais, digo que, em termos musicais, a contribuição com Paul Desmond, de mais de setenta anos - com direito a bodas de vinho -, talvez tenha sido um dos encontros mais importantes para o jazz, como Miles Davis e John Coltrane.Juntos, em 1951, formaram o clássico The Dave Brubeck Quartet com Paul Desmond no alto saxofone, Eugene Wright no baixo e Joe Morello na bateria. Um dos álbuns de maior repercussão foi Time Out, de 1959, com músicas como Take Five e Blue Rondo à la Turk. A formação foi dissolvida em 1967, vindo outros músicos a substitui-los como o saxofonista Gerry Mulligan e Bill Smith e seu clarinete.Dabe Brubeck faleceu em 5 de dezembro de 2012, vítima de parada cardíaca, estando prestes a completar seu 92° aniversário.  E caso venham as dúvidas, Paul Desmond não participou do enterro.Segue Take Five, do álbum Time Out.

   Guilherme Iacovino é jornalista e advogado. Desde pequeno diverte-se com as palavras e adora escrever sobre histórias de pessoas comuns que, com pequenas ações, dão novas cores à realidade. É convidado pelo Conte com as 3 para redigir sobre vida, música e o que mais vier em seu cotiano.