Loading...

O que é esse tal de “marketing pessoal” que as empresas andam falando?

Expressão que vem sendo utilizada massivamente no mercado de trabalho atual, marketing pessoal nada mais é do que

 Expressão que vem sendo utilizada massivamente no mercado de trabalho atual, marketing pessoal nada mais é do que autopromoção. Explico melhor: é uma ferramenta que o profissional lança mão para “vender” a sua imagem, através da exposição de suas conquistas e competências, com a finalidade de se alcançar algum objetivo, como uma promoção, ou um emprego mesmo. 
 
  Tem muito a ver com a forma com a qual o profissional se expressa e se comporta, mas também está diretamente ligado com a forma como ele se apresenta – e aqui, eu quero dizer vestimenta mesmo!
 
  Mas o que eu vou “vender” por aí ao meu respeito? Primeiro você precisa definir qual o “público alvo” que deseja atingir. Um exemplo pode ser a liderança da empresa na qual trabalha, caso o objetivo seja uma promoção. A partir de então, é necessário saber que imagem você quer passar respeitando o seu repertório pessoal e profissional. 
 
  Temos que tomar cuidado para não criar uma personagem, pois isso não será sustentável nem em curto prazo! A partir disso, num puro exercício de autorreflexão, identifique suas fortalezas, ou seja, as competências e/ou qualidades que você sabe que tem e comece a desenhar uma estratégia para colocá-las em ação.
 
  Isso pode acontecer tanto num café informal com um colega de trabalho quanto num artigo de um blog ou site que você decida colaborar e compartilhar conhecimento. Até uma reunião com a liderança, pode ser uma excelente oportunidade de se expor com sutileza, a fim de demonstrar seus conhecimentos em determinado assunto.
 
  Outro ponto importantíssimo no marketing pessoal, é a aparência. É verdade que cuidar-se é importante em qualquer esfera da vida, mas na profissional ela pode dar aquele empurrãozinho na hora de exercer seu marketing pessoal. O autocuidado, ainda, tem um efeito quase que mágico na segurança que você vai sentir em um momento de exposição.
 
  Por fim, o bom senso deve imperar sempre. Desta forma, vale lembrar que marketing pessoal está muito mais relacionado com carisma e generosidade, do que com arrogância e egocentrismo! 

 

Boa sorte!

 
Juliana Ventura - Executive Coach & Life Coach pelo ICI - Integrated Coaching Institute, curso credenciado pelo ICF.