Sexo a três é uma boa ideia?

Seja por curiosidade ou fantasia o sexo a três tem sido...

Seja por curiosidade ou fantasia o sexo a três tem sido a escolha de muitos casais que desejam apimentar a relação. Apesar de ser, geralmente, uma fantasia predominante das mentes masculinas, muitas mulheres também sentem o desejo de experimentar o “ménage à trois”. Se você já pensou, ou está pensando, em incluir um terceiro elemento na relação, tenha cuidado antes de partir para a ação. É preciso que o casal esteja na mesma sintonia para que a fantasia não traga problemas futuros ao relacionamento.
Antes de tudo é essencial avaliar o relacionamento. Para praticar o sexo a três o casal precisa ter uma boa intimidade e confiança mútua. Avalie os sentimentos antes de tomar a decisão. Um diálogo franco, em que os dois exponham seus desejos e medos, pode mostrar se o casal está realmente preparado para essa nova experiência. Além disso, é muito importante que os dois estejam de acordo: fazer algo contra a vontade somente para agradar o companheiro(a) não é uma atitude saudável para a relação!

Caso os dois estejam 100% certos e realmente queiram iniciar a fantasia, é preciso tomar algumas precauções. Juntos devem estabelecer limites e decidir como será o comportamento dos dois com a pessoa extra na cama. Por exemplo, decidir se é permitido beijar a terceira pessoa, fazer sexo oral, entre outros, evitará cenas de ciúmes na hora do sexo a três.

Um ponto importante a ser considerado é a escolha da terceira pessoa. Recomenda-se não envolver amigos e conhecidos na prática. Isso porque o resultado da noite pode não ser positivo e, caso isso aconteça, pode haver constrangimentos posteriores. Outra dica importante: durante o sexo, busque envolver-se com as duas pessoas, mas sempre priorize o parceiro oficial.

Acima de tudo é preciso ter vontade para vivenciar experiências sexuais mais ousadas. A realização de uma fantasia deve ser um momento para oferecer e receber prazer, sem cobranças, ciúmes ou encanações. Não é possível prever todas as consequências que a prática sexual trará para o relacionamento e a vida íntima do casal, mas se planejado, feito com o consentimento e vontade dos dois, pode ser uma alternativa instigante de prazer.