A vida é uma oportunidade! Com entusiasmo, então, é um presente

A medida para o bem-viver não reside em um motivo desejável apenas.

A medida para o bem-viver não reside em um motivo desejável apenas. Tampouco se limita ao “por causa” deste ou daquele acontecimento em especial. A vida é oportunidade, sempre! Ou nas palavras de uma das escritoras mais importantes do século XX, Clarice Lispector, em seu romance Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres, “Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente.”   

É certo, porém, que quando a vida nos presenteia com uma grata surpresa os ânimos tendem a impulsionar os nossos movimentos na direção das conquistas. Mas, não se pode esquecer que as frustrações fazem parte do processo de amadurecimento pessoal. E que também representam um estímulo para a ativação do nosso potencial criativo. Afinal, conforme afirmou Érico Veríssimo, um dos escritores mais populares do século XX, “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente”. 

Embora, como explica Sigmund Freud, considerado o pai da psicanálise: “A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz”, uma vida saudável, aquela que nos traz conforto, exige que se saiba investir. Que se saiba sair do seu próprio conforto para visitar o lugar daqueles que nos cercam. Que se experimente o entusiasmo no conhecimento sobre si mesmo e sobre o outro, e compreendê-lo.

A palavra entusiasmo tem origem no grego: en + theos. Theos quer dizer "deus" e, para um povo politeísta como os antigos gregos (ou seja, que acreditavam na existência de muitos deuses), estar entusiasmado era o mesmo que estar "tomado", possuído ou no mínimo muito inspirado por um ou mais deuses, ou por algo divino. Entusiasmar-se, então, significa estar eufórico a respeito de alguma coisa, alegre, pronto para todas.


Margareth dos Reis